Por que os pombos podem ser um risco para a saúde dos humanos?


 

Notícias de pessoas que morreram contaminadas por doenças transmitidas pelos pombos estão cada vez mais deixando as pessoas assustadas e, por incrível que pareça, apesar de serem considerados animais símbolos da paz, eles podem oferecer sérios riscos à nossa saúde.

 

A proliferação dessas doenças se dá, principalmente através das fezes que, quando secam, podem ser quebradas em micropartículas e aspiradas por pessoas através do vento.

 

 

Principais doenças transmitidas pelos pombos

 

Como já dissemos, as fezes dos pombos são os principais meios de contaminação. Por frequentarem a maioria dos ambientes das cidades, podemos encontrar esses resíduos por toda a parte. Mas não se desespere, há medidas que podem combater a proliferação dessas doenças. Continue lendo a matéria e confira tudo o que você precisa saber sobre esses animais.

 

 

 

Criptococose

 

Cryptococcus neoformans é o fungo que se desenvolve nas fezes dos pombos e responsável pela criptococose.

 

Como já dissemos acima, depois que as fezes secam se dissolvem e percorrem o ar por meio dos ventos. Ao inalar os esporos, o fungo se instala nos pulmões do indivíduo e à medida que se desenvolve, consegue se espalhar em outros órgãos do corpo.

 

Quando a doença atinge o sistema nervoso, pode resultar em meningite, que é uma das complicações mais graves da doença.

 

No entanto, não precisa se desesperar. Esse tipo de fungo é considerado oportunista, ou seja, infecta pessoas que estão com o sistema imunológico comprometido.

 

 

 

Alguns dos sintomas da criptococose são:

 

- Sensação de falta de ar

 

- Espirros constantes

 

- Coriza

 

- Fraqueza

 

- Dor constante no corpo

 

 

O tratamento é feito com o uso de medicação antifúngica e pode durar de seis a 10 semanas.

 

 

 

Escherichia coli

 

Escherichia coli, também chamada de E. coli é uma bactéria que vive em nosso intestino, mas que também é muito presente nas fezes dos pombos.

 

Por ser uma bactéria, o contato direto com as partículas de fezes pode gerar uma infecção no organismo. Por isso, lave e higienize as mãos depois de ficar em um ambiente com pombos, como os parques e áreas públicas da cidade.

 

 

 

Sintomas da escherichia coli:

 

- Dor abdominal

 

- Cansaço excessivo

 

- Náuseas

 

- Vômito

 

- Diarreia

 

 

 

Como evitar a proliferação de doenças dos pombos?

 

Existem medidas que ajudam a prevenir a proliferação de doenças transmitidas pelos pombos em sua residência. Veja algumas:

 

- Evite alimentar esses animais

 

- Mantenha sacos e latões de lixos fechados e amarrados

 

- Limpe e desinfete com frequência os locais em que os pombos ficam. Para isso, utilize luvas e máscara.

 

- Dedetizar o ambiente com frequência para evitar pragas que atraem os pombos

 

 

 

Veja mais:

 

 

 

 

 ?